As plantas medicinais e o sistema digestivo

Uma boa digestão é essencial para o bom funcionamento do organismo. Através do processo de digestão o corpo assimila e transforma os alimentos em energia necessária aos processos vitais. Se o nosso sistema digestivo estiver a funcionar mal pode haver um aumento de “bactérias e leveduras que fermentem os resíduos alimentares não digeridos, transformando-os em compostos reactivos”(4) que por sua vez podem ser reabsorvidos pelo organismo (auto-intoxicação).

Fortalecer e equilibrar o sistema digestivo para que os nutrientes sejam assimilados eficazmente é muito importante para a nossa saúde, especialmente nos dias de hoje devido ao stress e ao consumo de alimentos processados. Comer pausadamente, com a televisão desligada, mastigando bem os alimentos será uma grande ajuda, bem como, preferir alimentos de agricultura biológica. Outras sugestões:

  • Utilizar ervas-aromáticas e especiarias que auxiliem o processo digestivo: cardamomo, cravinho, gengibre, cominhos, açafrão-da-índia, orégãos, hortelã, salva, alecrim… Por exemplo, adicionar funcho, gengibre ou malvas às saladas melhora a digestão, bem como, comer durante a refeição (ou no fim) uma ou duas folhas de hortelã-pimenta. E sabiam que colocar segurelha na cozedura das leguminosas ajuda à sua digestão e evita a flatulência associada ao seu consumo?
  • Beber uma infusão de camomila, funcho, hortelã-pimenta, lúcia-lima ou gengibre antes ou após as refeições favorece a digestão.
  • Beber o chá Três anos (ou kukicha) melhora o funcionamento estomacal e intestinal e a bebida de kuzu (amido de uma raiz muito usada no Japão) fortalece o sistema digestivo.

Para aliviar náuseas, azia ou flatulência poderão utilizar as mesmas plantas referidas acima:

  • O gengibre alivia as náuseas e o enjoo do movimento, a hortelã-pimenta é tradicionalmente utilizada para aliviar as náuseas acompanhadas de dor de cabeça (ambas poderão ser utilizadas em infusão ou aplicar uma gota do óleo essencial num lenço ou bola de algodão e inalar) e a infusão de cidreira está indicada para náuseas devido a problemas emocionais.
  • As malvas e a camomila aliviam a azia.
  • As infusões de funcho, camomila, gengibre e hortelã-pimenta ajudam a combater a flatulência.

Em caso de indigestão além das infusões referidas acima, uma massagem na região abdominal com óleo essencial de camomila diluído num óleo base pode ajudar ou as cápsulas digestarom bio (com óleo essencial de hortelã-pimenta, limão, cardamomo e alcarávia)

Por vezes as pessoas têm dificuldade em digerir certos alimentos devido ao mau funcionamento do fígado e da vesícula biliar. A alcachofra e o dente de leão são plantas conhecidas pela sua eficácia nestes casos. A alcachofra ajuda a proteger o fígado e alivia a indigestão. A infusão de dente de leão é benéfica para os problemas de fígado e da vesícula biliar, estimula a produção de bílis e auxilia a digestão. É também utilizada para ajudar o organismo a eliminar toxinas. O dente de leão pode usar-se fresco em saladas.

Nota: Esta informação destina-se a fins educacionais e não substitui, de forma alguma, aconselhamento com um profissional de saúde.

Fontes consultadas:

(1) Amanda Ursell. Vitaminas e minerais

(2)  Andrew Chevalier. Enciclopédia de plantas medicinais

(3) Fernanda Botelho. As plantas e a saúde: guia prático de remédios caseiros

(4) Jennifer Harper. Desintoxicação do corpo, da mente e do espírito.

(5) Vicki Pitman. Fitoterapia: as plantas medicinais e a saúde

Créditos imagem: Martin Walls

O que aprendemos na palestra sobre plantas medicinais com Fernanda Botelho

No dia de 16 de Outubro, dia Mundial da Alimentação, estivemos no Seminário Alimentação e Prevenção das doenças organizado por Portugal na Mala, onde tivemos a oportunidade de conhecer a Fernanda Botelho autora do livro as Plantas e a Saúde disponível na nossa loja online. A palestra da Fernanda foi muito interessante e prática: pudemos ver, cheirar e até provar algumas das plantas, ao mesmo tempo que aprendemos dicas e sugestões de utilização.

fernanda_botelho_plantas_saude

Aqui fica um resumo do que aprendemos e que completámos com algumas informações do livro e do blog da Fernanda.

O óleo de onagra é rico em ácidos gordos essenciais e é um excelente regulador hormonal . É ainda útil em todo o tipo de problemas de pele.

A bardana é indicada para tratar o acne sobretudo dos rapazes durante a adolescência.

A urtiga é um excelente remineralizante do organismo, rica em antioxidantes, vitaminas e sais minerais. Tem propriedades antioxidantes, antifúngicas e é hemostática sendo excelente para estancar hemorragias (basta esmagar as folhas e aplicar). É uma das plantas que pode ser utilizada contra a retenção de líquidos sendo portanto recomendada como desintoxicante do organismo. Além da infusão, esta planta pode, por exemplo, ser adicionada a sopas.

As malvas são boas para tratar qualquer tipo de inflamação. São também úteis em todo o tipo de irritações de pele: dermatites, eczemas… e problemas ginecológicos. Em infusão para inflamações crónicas (do estômago e intestinos),  protegem as paredes do cólon e do estômago, criando uma camada protectora. Também ajudam em casos de expectoração.  No seu livro, a Fernanda sugere bochechos com infusão de malvas para abcessos e aftas.

Rosa canina – os frutos da roseira-brava, rosa mosqueta ou rosa canina têm o nome de cinórrodo é são uma fonte de vitamina C. O óleo é excelente para os cuidados de pele.

As folhas das silvas são adstringentes e fortalecem os intestinos sendo úteis em caso de diarreia.

A Fernanda mostrou-nos o rosmaninho (Lavandula stoechas) e o alecrim (Rosmarinus offinalis) referindo que muitas pessoas confundem essas duas plantas. No entanto, estas pertencem a géneros diferentes sendo que o rosmaninho é um tipo de lavanda/alfazema. O alecrim ajuda a melhorar a circulação e é muito útil nos cuidados capilares (para combater a queda de cabelo e a caspa; no seu livro, a Fernanda sugere enxaguar o cabelo com uma infusão de alecrim).

A Fernanda referiu que é muito comum chamar verbena à Lúcia Lima (Lippia citriodora), no entanto, são duas plantas com características e utilizações diferentes.  Os franceses chamam à lúcia lima verbaine citronée e os ingleses lemon verbena, em Portugal é também conhecida como limonete bela-luísa ou erva-luísa. Esta planta tem propriedades calmantes, e é hipotensora (ajuda a baixar a tensão arterial).

O espinheiro alvar ajuda a regular e equilibrar a tensão arterial.

A Salva é um bom regulador hormonal sobretudo na menopausa. A salva e o óleo de onagra estão entre os “melhores remédios para controlar os afrontamentos e os suores nocturnos”. Ajuda a processar as gorduras. “Em forma de infusão misturada com calêndula ou macerada em vinagre de cidra, pode ser utilizada em gargarejos contra as amigdalites, faringites e úlceras da boca” (fonte)

O Tomilho é um excelente antiviral, antisséptico e antibiótico, “o seu composto timol entra na composição de muitos xaropes de tosse”.  No seu livro, a Fernanda aconselha inalações de eucalipto ou tomilho em caso de bronquite.  É também útil em caso de infecções urinárias.

Os Óregãos são um bom antisséptico.

plantasmedicinais_circulobio_fernandabotelho

(As imagens das plantas foram retiradas do blog da Fernanda Botelho que poderão consultar aqui)

Cabelo Saudável: dicas e receitas naturais

A saúde do cabelo depende da saúde em geral, da alimentação, do equilíbrio emocional. Para ter um cabelo saudável é indispensável adoptar uma alimentação equilibrada.

Características do cabelo 1,3

O cabelo tem como função principal proteger a cabeça e é composto por uma parte livre, a haste, e uma raiz. A haste capilar é constituída por 3 camadas: a camada exterior ou cutícula, o córtex e a camada interior ou medula.Read More »

6 Remédios caseiros para gripes e constipações

circulobio_remedios_caseiros_aromaterapia_cosmeticabiologica

Com a chegada do tempo frio aumentam as possibilidades de contrair gripes e constipações. Uma alimentação correcta e equilibrada e a prática de exercício físico são essenciais para fortalecer o sistema imunitário e prevenir doenças. A utilização de plantas medicinais e dos seus óleos essenciais pode também ajudar a prevenir estas afecções.

Hoje partilhamos convosco 6 remédios caseiros que permitem aliviar os sintomas das constipações e gripes de forma eficaz sem serem agressivos para o organismo.

Read More »