6 Dicas Saudáveis

Pequenas mudanças que podemos fazer para reduzir a nossa exposição a substâncias tóxicas (1):

1 –  Os pesticidas e adubos químicos de síntese utilizados na agricultura moderna podem ser muito prejudiciais ao cólon, ao sistema imunitário e ao fígado. Sempre que possível, comprem alimentos biológicos (2) e lavem os produtos não biológicos com vinagre de sidra e água ou com um líquido próprio para esse efeito. Descasquem os alimentos não biológicos e saibam quais os alimentos com mais e menos pesticidas;

2 – Reduzam a exposição a toxinas ambientais, escolhendo produtos de limpeza naturais e amigos do ambiente. Encontram mais sugestões no nosso artigo “dicas para melhorar a qualidade do ar interior

3 – Quando comprarem roupa, prefiram tecidos naturais;

4 – Escolham loções corporais e cosméticos o mais naturais possível, pois são absorvidos pela pele. Saibam mais sobre os perigos dos cosméticos aqui;

5 – Na cozinha, usem aço inoxidável. Evitem as panelas de alumínio;

6 – Adaptem a alimentação às diferentes estações do ano e ao clima e usem produtos locais.  No blog Miss Kale encontram alguns artigos (e receitas) sobre quais os alimentos que devemos privilegiar nas diferentes estações do ano (por exemplo: o estilo de vida que deves ter no Outono de modo a estares forte e saudável,  porque deves mudar a tua alimentação no Inverno)

Créditos/Notas:

(1) Jennifer Harper. Desintoxicação do corpo, da mente e do espírito.

(2) Visitem a feira de produtos biológicos de Braga todos os sábados das 9h às 12h30 no Mercado do Carandá.

Créditos imagem: Jazmin Quaynor, Unsplash

Afaste os mosquitos com soluções naturais

Certas plantas têm componentes repelentes, como por exemplo, a hortelã-pimenta, o alecrim, a citronela, a alfazema, o manjericão. Poderá encher recipientes com algumas destas ervas e colocá-los ao pé das janelas; outras sugestões: adicionar algumas gotas de óleo essencial de alfazema ou citronela a pedaços de algodão e espalhar pela casa ou pendurar raminhos destas ervas em diferentes locais da casa; A difusão de óleos essenciais repelentes também é uma boa opção.

Limão com cravinho – cortar um limão ao meio, espetar vários cravinhos e colocar próximo das janelas.

Vela de Citronela Bio

Notas: para 50 ml de cera colocar cerca de 20 gotas de óleos essenciais, para 100 ml cerca de 40; Também poderá utilizar outros óleos essenciais repelentes, por exemplo, hortelã-pimenta,  eucalipto, etc.

Procedimento:

Derreter a cera de abelha em banho-maria (lume brando).

Mergulhar o pavio na cera, retirar (com a ajuda de uma espátula) e colocar numa folha de papel vegetal, esticar e/ou endireitar o pavio e deixar secar (todo este processo ajuda o pavio a manter-se direito, torna a vela mais fácil de acender e ajuda-a a queimar mais lentamente). Quando o pavio estiver seco, colocá-lo no ilhó e apertar a base (saiba mais aqui).

Poderá colocar o ilhó com o pavio no centro do copo ou então colocar o pavio entre dois paus, prender com fita-cola e depois colocar no centro do copo.

Quando a cera estiver derretida, retirar do calor e ir mexendo. Adicionar o óleo essencial de citronela, mexer bem e despejar a mistura no copo/frasco (esta não deve estar nem muito líquida nem muito espessa). Deixar solidificar.

Spray Repelente Natural

Vai precisar de:

Procedimento:

Com a ajuda de um funil, deitar a glicerina no frasco spray, adicionar os óleos essenciais e agitar. Adicionar água até encher o frasco. Agitar bem. Aplicar sempre que necessário.

 

Dicas para melhorar a qualidade do ar interior

De acordo com os estudos realizados pela EPA (Agência de Protecção Ambiental Americana), a poluição do ar dentro de uma casa ou de um escritório pode ser 2 a 5 vezes superior à do ar de uma rua (1), podendo contribuir para vários problemas de saúde. A EPA classificou a poluição do ar interior entre os cinco principais riscos ambientais para a saúde pública (1).

Entre as principais fontes de poluentes, encontram-se os produtos químicos presentes em produtos que utilizámos todos os dias como por exemplo nos ambientadores e nos produtos de limpeza e higiene pessoal.

Propomos algumas dicas para melhorar a qualidade do ar interior:

  • Ter plantas que purifiquem o ar dentro de casa

Em 1989, a NASA publicou os resultados de um estudo (Interior Landscape Plants for Indoor Air Pollution Abatement) (2) que determinou quais as plantas mais indicadas para filtrar o ar num ambiente fechado. Durante a realização desse estudo foram considerados os poluentes mais comuns: benzeno, tricloroetileno e formaleído. Algumas das plantas estudadas e capazes de filtrar o ar foram: lírio da paz (Spathiphyllum “Mauna Loa”), crisântemos (Chrysanthemum morifolium), espada de São Jorge (Sansevieria trifasciata), hera inglesa (hedera helix), dracena (Dracaena marginata); Mais recentemente, em 2016, o Dr. Vadoud Niri da State University of New York apresentou os resultados de um estudo em que comparou a eficácia de cinco plantas de interior na remoção de oito poluentes do ar. Tal como já havia sido demonstrado em estudos anteriores (3), algumas plantas têm maior capacidade de remover certos poluentes do que outras, por exemplo, a dracena (Dracaena fragrans) foi a mais eficaz na absorção de acetona. A bromélia (Guzmania lingulata) foi a mais eficiente de todas, uma vez que conseguiu limpar 80% de seis dos oito poluentes testados num período de 12 horas (4). Como algumas plantas são mais eficazes a remover determinadas substâncias do que outras (3), a variedade é importante (5).

  • Arejar a casa para renovar o ar

Segundo a Deco, arejar a casa durante 10 minutos duas vezes por dia, mesmo no inverno, é a melhor forma de garantir um bom ambiente (6)

  • Substituir os ambientadores tóxicos por óleos essenciais ou outros ingredientes naturais para perfumar naturalmente a casa

Sugestões: adicionar algumas gotas de óleo essencial de limão a um borrifador com água. Agitar bem e borrifar esta mistura pelo ar. O óleo essencial de limão (citrus limonum) possui propriedades anti-sépticas, antibacterianas e desodorizantes. Devido a essas propriedades é útil  para desinfectar e desodorizar o ambiente; difusão de óleos essenciais: basta colocar algumas gotas de óleos essenciais purificantes num difusor; colocar cascas de citrinos e canela numa panela com água e levar ao lume, deixar ferver para que o aroma acolhedor se propague pela casa; colocar alfazema seca em pequenos sacos ou fazer pequenos ramos e colocar na casa de banho, nos armários e gavetas; fazer um difusor de ambiente ecológico (saiba como aqui).

Sugestões: as toalhitas de limpeza reutilizáveis são uma forma ecológica de limpar as bancadas, os azulejos e superfícies com ingredientes naturais e saudáveis. Veja como fazer as suas aqui; se preferir, faça o seu próprio líquido de limpeza multi-usospara limpar as carpetes e tapetes (que tendem a acumular partículas prejudiciais), misturar uma chávena de bicarbonato de sódio, 10 gotas de óleo essencial de limão e 10 gotas de óleo essencial de alfazema. “Polvilhar” as carpetes e os tapetes, deixar actuar durante 5 minutos e aspirar;  experimentar lavar a roupa com nozes saponárias: a casca destas nozes contém saponina (propriedades bactericidas) que ao entrar em contacto com a água se dissolve e cuja acção é semelhante à do sabão. Além de não poluírem a água ou o ambiente, são biodegradáveis (podem ser reutilizadas como fertilizantes nos vasos e canteiros).

(1) http://www.epa.gov

(2) https://ntrs.nasa.gov/archive/nasa/casi.ntrs.nasa.gov/19930073077.pdf

(3) https://en.wikipedia.org/wiki/NASA_Clean_Air_Study#Chart_of_air-filtering_plants

(4) https://www.acs.org/content/acs/en/pressroom/newsreleases/2016/august/selecting-the-right-house-plant-could-improve-indoor-air-animation.html

(5) http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/11/151127_plantas_poluicao_mdb

(6) Deco: ar interior dicas para melhorar

Créditos imagem: Eduard Militaru

Alergias de primavera: dicas para ajudar a aliviar os sintomas

Com a chegada da primavera os jardins começam a despertar, as flores abrem-se e libertam o seu perfume delicioso e o sol convida-nos a sair e a fazer actividades ao ar livre. Para algumas pessoas é uma época mágica, para outras significa o aparecimento ou o agravamento das alergias devido, entre outras coisas, ao aumento da concentração de pólenes no ar. A alergia é uma resposta exagerado do sistema imunitário à presença de um agente estranho (como por exemplo o pólen). O organismo reage produzindo um composto inflamatório que provoca a congestão e lacrimação. Assim surgem, espirros, pingo e comichão no nariz, olhos vermelhos…

Algumas dicas para ajudar a aliviar os sintomas das alergias de primavera

  • Infusões

Urtiga e sabugueiro* –As folhas de urtiga têm propriedades antialérgicas e ajudam a diminuir os sintomas das alergias. As flores de sabugueiro ajudam a reduzir a inflamação e têm um efeito descongestionante. 2 a 3 chávenas por dia.

Gengibre e hortelã-pimenta – têm um efeito descongestionante. Pode beber até 4 chávenas por dia.

  • Soluções nasais de lavagem ou descongestionantes nasais

A limpeza das narinas com soluções de lavagem também pode ajudar a reduzir os sintomas ou a utilização de um spray nasal descongestionante à base de óleos essenciais.

  • Óleos essenciais

Utilizados em inalação e em difusão: alfazema, eucalipto, camomila. Pode colocar uma pequena quantidade de óleo essencial num lenço ou bola de algodão e inalar sempre que sentir necessidade ou fazer inalações de vapor. A aplicação de massagens também pode ser benéfica. Mistura para difusão: eucalipto, hortelã-pimenta e limão (tem um efeito descongestionante e ajuda a aliviar a dor de cabeça). Coloque algumas gotas no seu difusor (de acordo com as instruções do mesmo).

  • Alimentação

Os lacticínios, os amidos refinados e o açúcar que tendem a estimular a produção de muco, devem ser reduzidos ao mínimo ou eliminados por completo.

Para os olhos irritados e vermelhos, as compressas de água de rosas proporcionam um grande alivio.

Receita de um Remédio caseiro para alergias sazonais*

Vai precisar de

  • 1 chávena de bicarbonato de sódio
  • Algumas colheres de chá de água
  • Óleos essenciais –eucaliptohortelã-pimentaalecrimlimão, ou uma combinação destes. Podem adicionar também o óleo essencial de alfazema que ajuda a relaxar

Procedimento

  • Pré-aquecer o forno a 176º
  • A quantidade de água não é exacta porque dependerá da humidade. Colocar o bicarbonato de sódio num recipiente e adicionar uma pequena quantidade de água. Mexer bem e adicionar mais um bocadinho de água. Continuar a fazer isto até que a mistura fique com a consistência ideal (a mistura fica homogénea e mantém-se unida ao apertar)
  • Colocar em pequenas formas e levar ao forno pré-aquecido (15-20 minutos)
  • Retirar do forno e deixar arrefecer
  • Adicionar os óleos essenciais, uma gota de cada vez e pouca quantidade
  • Retirar das formas e guardar num frasco

Como utilizar

Colocar um “bloco” na base do chuveiro durante o banho. O “bloco” dissolver-se-á e os óleos essenciais serão libertado e difundidos através do vapor, ajudando a limpar a congestão. Tomar banho ao fim do dia também ajuda a eliminar o pó e o pólen.

*O xarope de sabugueiro também ajuda a promover a saúde sazonal.

Nota: Esta informação destina-se a fins educacionais e não substitui, de forma alguma, aconselhamento com um profissional de saúde.

Fontes consultadas

Andrew Chevallier, enciclopédia de plantas medicinais

O poder curativo das vitaminas e dos minerais

Patricia Davis, Aromaterapia

*Receita  retirado do site da Herbal Academy of New England

Créditos imagem | Sebastian Smit

Eczema: 5 dicas*^

“Se tem eczema ou pele com tendência a alergias não está sozinho. A Sociedade Nacional de Eczema estima que 1 em cada 5 crianças e 1 em cada 12 adultos sofrem de alguma forma de eczema. O objectivo deste artigo é oferecer algumas dicas para cuidar da pele com eczema, baseadas em anos de experiência, e mostrar como tirar o melhor partido dos produtos da marca Odylique.

^Limite de responsabilidade: nenhuma reivindicação médica está implícita ou prevista em relação aos produtos ou informações abaixo. Este artigo pretende ser um guia útil e contém sugestões baseadas em muitos anos de experiência pessoal, conhecimento e pesquisa. Neste momento a lei refere que a menos que um produto tenha uma licença médica, nenhuma reclamação pode ser feita quanto à sua eficácia para uma determinada condição médica. Qualquer tentativa de resolver um problema de saúde deve sempre ser feita com a ajuda de um técnico de saúde devidamente qualificado.

Passo 1 – Manter a pele limpa – especialmente importante para a pele com tendência a eczema

As bactérias em particular a Staphylococcus aureus, são um dos factores desencadeantes de eczema (são encontradas em mais de 90% da pele com eczema e em 5% da pele normal). Esta bactéria pode activar o sistema imunitário manifestando-se numa irritação da pele (o creme ultra rico biológico contém uma planta particularmente activa contra esse tipo de bactéria). É importante lavar as mãos frequentemente e manter as unhas curtas, bem como,  manter a pele limpa utilizando água fria ou morna (e não quente) e produtos de limpeza suaves, não irritantes (ver abaixo) e secar a pele suavemente.

As gorduras naturais da pele são menos abundantes na pele com eczema e dermatite. Tal facto pode dever-se a uma produção mais baixa do que o normal, no entanto, também poderá estar relacionado com o excesso de remoção de gordura através da utilização repetida de produtos de limpeza e sabões agressivos para a pele. Desta forma é fundamental evitar produtos de limpeza que sequem e irritem a pele.

Passo 2 – Aproveitar os benefícios das plantas para aliviar o prurido e promover a recuperação

Coçar a pele com prurido activa o sistema nervoso da área afectada levando à libertação de substâncias químicas que iniciam outras reacções imunes. Começa um ciclo vicioso. A resposta convencional para este problema são os cremes com esteróides que suprimem a resposta do sistema imunitário. Mas é possível acalmar o prurido e a inflamação com plantas como a morugem e a camomila. Esta opção é mais suave para o corpo e pode oferecer uma solução a longo prazo. De facto, o nível de concentração da camomila utilizado nas preparações dos produtos Odylique tem-se revelado pelo menos tão eficaz na redução da inflamação quanto a hidrocortisona mas sem os efeitos secundários. Outras plantas como a calêndula e o aloe vera revelaram boas capacidades regeneradoras da pele. O aloe vera promove o crescimento de um novo tecido e parece penetrar na segunda camada da pele, ajudando a erradicar células mortas o que rejuvenesce a pele e combate a infecção.

Passo 3 – Hidratar naturalmente a pele

Emolientes ou hidratantes são extremamente importantes para rehidratar a pele seca e irritada. Penetrando entre as células da pele, um bom emoliente ajuda a substituir a falta das gorduras produzidas pela própria pele, reduzindo a secura, a perda de hidratação e o acesso dos organismos que causam infecções.

Os emolientes comumente prescritos, incluem cremes aquosos baseados em activos do petróleo como a cera de parafina, o óleo mineral e a geleia de petróleo que tendem a tapar os poros da pele. Esta barreira de petróleo pode reduzir a perda de hidratação mas também impede a pele de respirar. Geralmente descrito como inerte, sem benefícios activos para a pele, o óleo de petróleo não fornece vitaminas A e E que são vitais para a sua manutenção e regeneração. Produtos como os da odylique à base de óleos virgens de plantas extraídos por primeira pressão a frio com todas as vitaminas promotoras de saúde são absorvidos prontamente pela pele fornecendo uma hidratação excelente e encorajando activamente o processo de recuperação. Como um bónus estas vitaminas protegem a pele do envelhecimento prematuro combatendo os radicais livres causados pela exposição aos elementos e pela poluição. A manteiga de karité, o azeite e o óleo de coco são particularmente eficazes.

Pouco e frequentemente é a chave para manter a pele sempre hidratada.

Passo 4 – Evitar potenciais irritantes

Optar por produtos livres de químicos tóxicos é altamente desejável para todos nós (uma vez que o efeito cumulativo a longo-prazo de “alimentar” a nossa pele com produtos artificiais pode ser um factor desencadeante de sensibilidade cutânea) e fundamental para quem sofre de eczema ou é susceptível a alergias. Apesar de esta não ser de todo uma lista exaustiva, as substâncias enumeradas abaixo aparecem associadas à sensibilidade cutânea:

  • Fragrância ou perfume: fragrância sintética – é reconhecida pelos dermatologistas como sendo a causa número um das reacções adversas.
  • Parabenos (butylparabeno, etylparabeno, metylparabeno e propylparabeno): estes conservantes sintéticos estão associados à sensibilidade cutânea e ao cancro. Muito utilizados na indústria alimentar e cosmética.
  • Methylisothiazolinone (MI): este conservante é cada vez mais utilizado em produtos cosméticos como alternativa aos parabenos . Está associado a um aumento da incidência de alergias;
  • Sodium lauryl sulphate (SLS): um detergente e desengordurante encontrado na maioria dos champôs e produtos para o banho. É agressivo para a pele (pode retirar os óleos naturais da mesma) e está associado a algumas doenças.

Passo 5 – Optar pela abordagem holística

Alimentação: é importante procurar potenciais factores desencadeantes de alergia na nossa alimentação. Manter um diário alimentar pode ajudar a identificar quais os alimentos ou bebidas que influenciam os sintomas.

Tentativas e erros – e muita paciência – podem ser bem recompensadas.

Os estudos mostram que um factor comum no eczema atópico é a falta de ácidos gordos especialmente do ácido gamalinolénico. O óleo de onagra poderá ser benéfico.

Vestuário: o algodão puro ou a seda são os melhores tecidos. Opte por roupas soltas e leves.

Escolha detergentes para lavar a roupa amigos do ambiente e evite amaciadores e fragâncias, em vez disso, experimente adicionar uma pequena quantidade de vinagre à gaveta do amaciador – ajuda a remover os últimos vestígios de detergente e deixa a roupa macia.

Sugestão de Produtos Odylique:

A loção reparadora foi elaborada pela Margaret após mais de 20 anos de experiência pessoal e pesquisa para encontrar a sinergia natural mais eficaz para a pele irritada, seca. Contém uma mistura de plantas biológicas suaves (morugem, camomila, calêndula, …) mas muito benéficas numa base de plantas ricas em vitaminas que acalmam suavizam e regeneram (aloe vera, azeite…). Embora o alívio possa ser imediato, lembre-se que a pele demora 28 dias a regenerar e reparar. Aplicar uma pequena quantidade suavemente na área afectada sem esfregar 2 vezes por dia.

O Creme Ultra Rico Biológico é uma mistura emoliente de óleos de plantas biológicas, manteiga de karité e cera de abelha para hidratar e proteger a pele muito seca ou problemática. Pode ser utilizado em bebés. Com uma textura muito rica, é rapidamente absorvido e não bloqueia os poros, permitindo que a pele respire. Aplicar pouca quantidade frequentemente. Pode ser utilizado sozinho ou após a loção reparadora para uma hidratação extra e protecção.

Gel de Banho de Aloe Vera: cremoso e suave, deixará a sua pele limpa, hidratada e super suave. Sem aroma. Também pode ser utilizado para limpeza facial.

O Champô Gentil de Ervas profundamente hidratante e equilibrante para todos os tipos de cabelo (já falamos sobre este champô aqui). Com óleo de coco biológico, aloe vera e plantas biodinâmicas para acalmar o couro cabeludo irritado.

Outras Dicas:

  • Aplicar uma pequena quantidade de creme ultra rico biológico antes de nadar numa piscina com cloro. Depois de tomar um duche, re-aplicar o creme ou aplicar a loção reparadora na pele seca e limpa.
  • Durante o tempo quente, mantenha os produtos no frigorífico uma vez que a aplicação de cremes e loções mais frescos oferece um maior alívio;
  • Massajar a pele com uma saqueta fria de chá de camomila ou adicionar camomila à água do banho. “

A marca Odylique venceu o prémio de “Melhor linha de Cosmética biológica” (Best Organic Range) nos Natural Health Magazine Awards 2016

* Este texto é uma tradução do artigo escrito pela equipa da marca Odylique/Essential care. Poderá consultar o artigo original aqui || The original article was written in english by Odylique team and can be found here

Preparem-se para o verão e para as férias

6 óleos essenciais muito úteis para levarem convosco nas férias ou para utilizarem nestes meses de calor:

Árvore do Chá –  propriedades anti-fúngicas, anti-bacterianas e anti-sépticas. Ideal para levarem convosco nas férias. Diluindo uma parte de óleo essencial em nove de óleo base, obtém-se um primeiro-socorro que pode ser utilizado para pequenos cortes, queimaduras, acne, picadas de insecto, herpes, bolhas… Muito eficaz para tratar infecções causadas por fungos. Também ajuda a manter as pulgas afastadas dos animais.

Read More »