Os indispensáveis para as férias 2

Untitled design (13)

  1. Óleo essencial biológico de citronela e de erva-príncipe (também conhecido por capim limão), ambos eficazes como repelentes de insectos e o difusor carro (para difundirem óleos essenciais enquanto viajam). Vejam também a nossa receita de repelente de insectos 100% natural aqui.
  2. Protector solar natural e bálsamo pós solar. Este protector natural com certificação biológica oferece uma protecção botânica e mineral para peles sensíveis de todas as idades. Rico em antioxidantes e com protecção de largo espectro UVA & UVB, não branqueia a pele e não é gorduroso. O bálsamo pós-solar da marca Badger acalma e suaviza a pele após a exposição solar. A manteiga de cacau e de karité hidratam a pele. Os óleos de alfazema e camomila dão-lhe um aroma tropical e têm propriedades anti-inflamatórias, calmantes e regeneradoras.
  3. O sabonete multi-usos da marca Dr. Bronner, disponível em vários tamanhos e aromas. O bálsamo labial da mesma marca, para hidratar e proteger os lábios e o higienizador de mãos de alfazema que com apenas 4 ingredientes desinfecta e limpa as mãos sem necessidade de água, deixando um agradável aroma a alfazema.
  4. As barritas Raw Bite: o snack ideal, nutritivo, biológico, vegan, sem glúten e sem açúcares adicionados e os Chás/Infusões da Pukka: deliciosos e bio.
  5. Kit Viagem Konjac Duo: para manter a sua pele fresca, suave e radiante. As esponjas Konjac são feitas na ilha de Jeju (Coreia do Sul) a partir da raíz comestível de Konjac; não contêm corantes ou aditivos e são 100% biodegradável e sustentáveis. Ideal para toda a família, estas esponjas,  limpam a pele em profundidade e proporcionam uma esfoliação suave.

Untitled design (15)

 

Eczema: 5 dicas*^

“Se tem eczema ou pele com tendência a alergias não está sozinho. A Sociedade Nacional de Eczema estima que 1 em cada 5 crianças e 1 em cada 12 adultos sofrem de alguma forma de eczema. O objectivo deste artigo é oferecer algumas dicas para cuidar da pele baseadas em anos de experiência e mostrar como tirar o melhor partido dos produtos da marca Odylique.

^Limite de responsabilidade: nenhuma reivindicação médica está implícita ou prevista em relação aos produtos ou informações abaixo. Este artigo pretende ser um guia útil e contém sugestões baseadas em muitos anos de experiência pessoal, conhecimento e pesquisa. Neste momento a lei refere que a menos que um produto tenha uma licença médica, nenhuma reclamação pode ser feita quanto à sua eficiência para uma determinada condição médica. Qualquer tentativa de resolver um problema de saúde deve sempre ser feita com a ajuda de um técnico de saúde devidamente qualificado.

Passo 1 – Manter a pele limpa – especialmente importante para a pele com tendência a eczema

As bactérias em particular a Staphylococcus aureus, são um dos factores desencadeantes de eczema (são encontradas em mais de 90% da pele com eczema e em 5% da pele normal). Esta bactéria pode activar o sistema imunitário manifestando-se numa irritação da pele (o creme ultra rico biológico contém uma planta particularmente activa contra esse tipo de bactéria). É importante lavar as mãos frequentemente e manter as unhas curtas, bem como,  manter a pele limpa utilizando água fria ou morna (e não quente) e produtos de limpeza suaves, não irritantes (ver abaixo) e secar a pele suavemente.

As gorduras naturais da pele são menos abundantes na pele com eczema e dermatite. Tal facto pode dever-se a uma produção mais baixa do que o normal, no entanto, também poderá estar relacionado com o excesso de remoção de gordura através da utilização repetida de produtos de limpeza e sabões agressivos para a pele. Desta forma é fundamental evitar produtos de limpeza que sequem e irritem a pele.

Passo 2 – Aproveitar os benefícios das plantas para aliviar o prurido e promover a recuperação

Coçar a pele com prurido activa o sistema nervoso da área afectada levando à libertação de substâncias químicas que iniciam outras reacções imunes. Começa um ciclo vicioso. A resposta convencional para este problema são os cremes com esteróides que suprimem a resposta do sistema imunitário. Mas é possível acalmar o prurido e a inflamação com plantas como a morugem e a camomila. Esta opção é mais suave para o corpo e pode oferecer uma solução a longo prazo. De facto, o nível de concentração da camomila utilizado nas preparações dos produtos Odylique tem-se revelado pelo menos tão eficaz na redução da inflamação quanto a hidrocortisona mas sem os efeitos secundários. Outras plantas como a calêndula e o aloe vera revelaram boas capacidades regeneradoras da pele. O aloe vera promove o crescimento de um novo tecido e parece penetrar na segunda camada da pele, ajudando a erradicar células mortas o que rejuvenesce a pele e combate a infecção.

Passo 3 – Hidratar naturalmente a pele

Emolientes ou hidratantes são extremamente importantes para rehidratar a pele seca e irritada. Penetrando entre as células da pele, um bom emoliente ajuda a substituir a falta das gorduras produzidas pela própria pele, reduzindo a secura, a perda de hidratação e o acesso dos organismos que causam infecções.

Os emolientes comumente prescritos, incluem cremes aquosos baseados em activos do petróleo como a cera de parafina, o óleo mineral e a geleia de petróleo que tendem a tapar os poros da pele. Esta barreira de petróleo pode reduzir a perda de hidratação mas também impede a pele de respirar. Geralmente descrito como inerte, sem benefícios activos para a pele, o óleo de petróleo não fornece vitaminas A e E que são vitais para a sua manutenção e regeneração. Produtos como os da odylique à base de óleos virgens de plantas extraídos por primeira pressão a frio com todas as vitaminas promotoras de saúde são absorvidos prontamente pela pele fornecendo uma hidratação excelente e encorajando activamente o processo de recuperação. Como um bónus estas vitaminas protegem a pele do envelhecimento prematuro combatendo os radicais livres causados pela exposição aos elementos e pela poluição. A manteiga de karité, o azeite e o óleo de coco são particularmente eficazes.

Pouco e frequentemente é a chave para manter a pele sempre hidratada.

Passo 4 – Evitar potenciais irritantes

Optar por produtos livres de químicos tóxicos é altamente desejável para todos nós (uma vez que o efeito cumulativo a longo-prazo de “alimentar” a nossa pele com produtos artificiais pode ser um factor desencadeante de sensibilidade cutânea) e fundamental para quem sofre de eczema ou é susceptível a alergias. Apesar de esta não ser de todo uma lista exaustiva, as substâncias enumeradas abaixo aparecem associadas à sensibilidade cutânea:

  • Fragrância ou perfume: fragrância sintética – é reconhecida pelos dermatologistas como sendo a causa número um das reacções adversas.
  • Parabenos (butylparabeno, etylparabeno, metylparabeno e propylparabeno): estes conservantes sintéticos estão associados à sensibilidade cutânea e ao cancro. Muito utilizados na indústria alimentar e cosmética.
  • Methylisothiazolinone (MI): este conservante é cada vez mais utilizado em produtos cosméticos como alternativa aos parabenos . Está associado a um aumento da incidência de alergias;
  • Sodium lauryl sulphate (SLS): um detergente e desengordurante encontrado na maioria dos champôs e produtos para o banho. É agressivo para a pele (pode retirar os óleos naturais da mesma) e está associado a algumas doenças.

Passo 5 – Optar pela abordagem holística

Alimentação: é importante procurar potenciais factores desencadeantes de alergia na nossa alimentação. Manter um diário alimentar pode ajudar a identificar quais os alimentos ou bebidas que influenciam os sintomas.

Tentativas e erros – e muita paciência – podem ser bem recompensadas.

Os estudos mostram que um factor comum no eczema atópico é a falta de ácidos gordos especialmente do ácido gamalinolénico. O óleo de onagra poderá ser benéfico.

Vestuário: o algodão puro ou a seda são os melhores tecidos. Opte por roupas soltas e leves.

Escolha detergentes para lavar a roupa amigos do ambiente e evite amaciadores e fragâncias, em vez disso, experimente adicionar uma pequena quantidade de vinagre à gaveta do amaciador – ajuda a remover os últimos vestígios de detergente e deixa a roupa macia.

Sugestão de Produtos Odylique:

A loção reparadora foi elaborada pela Margaret após mais de 20 anos de experiência pessoal e pesquisa para encontrar a sinergia natural mais eficaz para a pele irritada, seca. Contém uma mistura de plantas biológicas suaves (morugem, camomila, calêndula, …) mas muito benéficas numa base de plantas ricas em vitaminas que acalmam suavizam e regeneram (aloe vera, azeite…). Embora o alívio possa ser imediato, lembre-se que a pele demora 28 dias a regenerar e reparar. Aplicar uma pequena quantidade suavemente na área afectada sem esfregar 2 vezes por dia.

O Creme Ultra Rico Biológico é uma mistura emoliente de óleos de plantas biológicas, manteiga de karité e cera de abelha para hidratar e proteger a pele muito seca ou problemática. Pode ser utilizado em bebés. Com uma textura muito rica, é rapidamente absorvido e não bloqueia os poros, permitindo que a pele respire. Aplicar pouca quantidade frequentemente. Pode ser utilizado sozinho ou após a loção reparadora para uma hidratação extra e protecção.

Gel de Banho de Aloe Vera: cremoso e suave, deixará a sua pele limpa, hidratada e super suave. Sem aroma. Também pode ser utilizado para limpeza facial.

O Champô Gentil de Ervas profundamente hidratante e equilibrante para todos os tipos de cabelo (já falamos sobre este champô aqui). Com óleo de coco biológico, aloe vera e plantas biodinâmicas para acalmar o couro cabeludo irritado.

Outras Dicas:

  • Aplicar uma pequena quantidade de creme ultra rico biológico antes de nadar numa piscina com cloro. Depois de tomar um duche, re-aplicar o creme ou aplicar a loção reparadora na pele seca e limpa.
  • Durante o tempo quente, mantenha os produtos no frigorífico uma vez que a aplicação de cremes e loções mais frescos oferece um maior alívio;
  • Massajar a pele com uma saqueta fria de chá de camomila ou adicionar camomila à água do banho. “

A marca Odylique venceu o prémio de “Melhor linha de Cosmética biológica” (Best Organic Range) nos Natural Health Magazine Awards 2016

* Este texto é uma tradução do artigo escrito pela equipa da marca Odylique/Essential care. Poderá consultar o artigo original aqui || The original article was written in english by Odylique team and can be found here

Diferenças entre um Champô com Certificação Bio e um Champô Convencional*

Châmpo Bio - Qual é a diferença (3)

Água – em primeiro lugar temos Aqua (água). O Champô é bastante líquido, por isso na maioria dos champôs convencionais encontrará bastante água. O champô gentil de ervas com certificação biológica da marca Odylique contém sumo de aloe vera bio uma vez que ajuda a manter a hidratação; também é adicionada água purificada através do processo de osmose inversa.

Agentes de Limpeza ou Tensoactivos – responsáveis pela limpeza dos fios e do couro cabeludo e pela formação de espuma. O champô odylique contém um agente de limpeza suave e amigo do ambiente obtido a partir do coco e do açúcar de milho, ao contrário da maior parte dos champôs convencionais que utilizam agentes de limpeza fortes e potencialmente irritantes como o  lauril sulfato de sódio (sodium lauryl sulphate – SLS) ou o seu primo sodium laureth sulphate.

Agentes suavizantes ou condicionantes – têm como função hidratar os fios; os champôs biológicos utilizam óleos como o óleo de coco e plantas que beneficiam o cabelo e o couro cabeludo (é por esse motivo que é sugerido deixar actuar o champô gentil de ervas por alguns minutos a fim de permitir a absorção dessas plantas biológicas). Os champôs sintéticos utilizam silicones e agentes formadores de filme (como copolímeros e quatérnio) para recobrir o cabelo dando uma sensação de “deslizamento” em vez de o nutrirem efectivamente – alguns agentes filmógenos estão associados à sensibilidade cutânea ou a riscos de saúde e além disso não são amigos do ambiente

Agentes espessantes conferem aquele aspecto cremoso e denso; nos champôs naturais e bio encontramos gomas de plantas. Os champôs sintéticos tendem a utilizar aumentadores de espuma ou “amortecedores” como a cocamida MEA OU DEA PEGS e muitas vezes o sal (cloreto de sódio). A Cocamide DEA em particular suscita preocupações devido a existência de dados que sugerem toxicidade.

Conservantes  ou substâncias que permitem prolongar a durabilidade do champô. Os fabricantes dos champôs convencionais necessitam de assegurar que os seus champôs se mantêm nas prateleiras por muitos anos antes de serem vendidos, por isso escolherão os conservantes mais fortes mas também mais controversos como os parabenos ou metilisotiazolinona (MI). O champô odylique utiliza um sistema natural de plantas estabilizadoras.

Fragância e cor correspondem a uma pequena parte da fórmula de um champô, mas que pode fazer uma grande diferença caso tenha a pele sensível. Fragâncias artificiais (parfum) são frequentemente encontradas nos champôs convencionais. São mais económicas mas também são uma das causas mais comuns para a sensibilidade cutânea. As cores artificiais também são comuns especialmente se o champô tiver um frasco transparente – fica muito giro um champô cor de laranja ou amarelo mas são necessários corantes sintéticos muito fortes para o alcançar. O champô com certificação bio utiliza óleos essenciais caso tenha aroma e normalmente não contém nenhum corante.

Muitos dos ingredientes do champô convencional podem causar sensibilidade e até problemas de saúde a longo prazo. No entanto, existem boas alternativas naturais e biológicas que oferecem ao cabelo e ao couro cabeludo benefícios extra. Se estiver interessado em experimentar um champô natural e biológico, lembre-se de verificar os ingredientes (não acredite em tudo o que vem no rótulo, uma vez que os fabricantes podem utilizar o termo natural ainda que os seus produtos sejam compostos na sua maioria por substâncias sintéticas). A certificação biológica garante a qualidade de um produto desde a escolha dos ingredientes ao processo de fabrico, assegurando a credibilidade da marca responsável pelo seu fabrico. Procure um logotipo oficial (ex. soil association) para ter a certeza que o champô que está a comprar não contém os químicos sintéticos que está a tentar evitar.

* Este texto é uma tradução do texto escrito pela equipa da marca Odylique. Poderá consultar o artigo original aqui