Hidrolatos aromáticos: o que são, benefícios e como se utilizam

O que são os hidrolatos?

Os hidrolatos são “águas destiladas vegetais” e são obtidos a partir do vapor condensado da água durante a destilação floral e após a separação do óleo essencial. O hidrolato é a fase aquosa do resultado dessa destilação enquanto o óleo essencial é a fase lipídica dessa mesma destilação.

Todos os óleos essenciais quimiotipados e hidrolatos aromáticos provêm da destilação a vapor de órgãos de plantas aromáticas colhidos num momento específico do seu ciclo vegetativo. Qualquer produto obtido por outros meios que não a destilação, não poderá ser chamado de hidrolato aromático.

Aquando do processo de destilação a vapor, os hidrolatos aromáticos são tipicamente recolhidos durante o período de uma hora, de forma a que o hidrolato aromático mantenha a característica da planta aromática destilada. O produto obtido por destilação por períodos mais longos (3 a 4 horas), não tem o mesmo benefício porque a sua eficácia é muito baixa quando comparado com um verdadeiro hidrolato autêntico e concentrado.

Ao contrário dos óleos essenciais obtidos pelo mesmo processo de extração, os hidrolatos aromáticos contêm, além das moléculas aromáticas e terpenos, outras moléculas de natureza diferente. De facto, o vapor extrai outros ingredientes ativos que, sendo hidrofílicos, são encontrados no hidrolato. A sua composição é, portanto, particular e única.

Cada hidrolato tem um odor característico, que pode ser diferente do odor do óleo essencial correspondente. Tal deve-se ao facto de não serem molecularmente idênticos. Os hidrolatos contêm as moléculas solúveis em água da planta aromática, enquanto os óleos essenciais contém as moléculas solúveis em gordura. O perfil cromatográfico é diferente, influenciando assim o seu aroma.

Os hidrolatos de Pranarôm são obtidos através de plantas frescas com certificação biológica. Não são diluídos (sem adição de água) nem contém aditivos (sem perfumes ou conservantes). Estes são embalados num frasco de metal spray com ar comprimido (sistema airless), permitindo a aplicação directa através de uma névoa suave, sem gás de propulsão, evitando assim a fácil contaminação.

Benefícios e diferentes utilizações

Os hidrolatos contêm propriedades hidratantes, tonificantes e refrescantes. Estes são muito versáteis e úteis: podem ser utilizados na rotina de beleza, como tónicos ou para limpar a pele, podem ser adicionados a máscaras faciais, banhos aromáticos, escalda-pés e podem ser usados para aromatizar o ambiente, refrescar a pele e acalmar os sentidos. As peles mais sensíveis ou com problemas como eczemas, assaduras, etc também podem se beneficiar com o uso dos hidrolatos. Por serem suaves, são bem tolerados por grávidas e crianças*.

Para a beleza do rosto, corpo e cabelo: o hidrolato é um aliado ideal para a pele e mucosas, possui pH suave e é composto principalmente por água. Pode ser usado de manhã para acordar suavemente a pele e reavivar o seu brilho; à noite, para limpar a pele das suas impurezas e hidratá-la antes do creme de noite. A qualquer hora do dia, para refrescar o rosto e o corpo e envolver-se numa névoa aromática calmante e agradável. Aplicar com algodão ou directamente: borrifar a 20 cm de distância diretamente no rosto, em qualquer outra área do corpo ou como uma névoa aromática envolvente e delicada. Por fim, como “fixador” de maquilhagem (não muito, senão a máscara pode escorrer!)

Se você é fã do “Do It Yourself” (DIY, Faça Você Mesmo), pode substituir a água que usa para preparar sua máscara ou creme por hidrolato, o que deixará o seu creme ainda mais rico. Lembre-se de escolher um hidrolato que corresponda ao seu tipo de pele e à ação que pretende. Por exemplo, o hidrolato de Néroli pode ser adequado para todos os tipos de pele. Por outro lado, escolha o hidrolato de árvore do chá (brevemente disponível) para uma preparação anti-acne.

Para a saúde: o hidrolato acalma a pele que sofre (eczema, prurido, etc.). Pode ser pulverizado sem enxaguar em áreas sensíveis. Assim, o hidrolato de Camomila Nobre pode ter um efeito descongestionante, calmante e suave. Outros, como o hidrolato de árvore do chá ou o hidrolato de alfazema (lavanda), podem ser usados ​​para peles com tendência a acne.

Os hidrolatos actuam a nível físico, mental e emocional. Existem diferentes hidrolatos, cada um com a sua característica especifica:

Hidrolato de camomila nobre ou romana
Este hidrolato é muito útil em casos de inflamação e congestão da pele. Também é ideal para pele sensível e irritações da pele (assaduras, rosácea). Ajudará a descongestionar os olhos vermelhos e cansados. Cuidado capilar: clareador, confere reflexos dourados aos cabelos claros e também pode ser usado no couro cabeludo sensível.

Hidrolato de Alfazema (lavanda)
É um óptimo calmante para a pele. Ideal para após a exposição ao sol ou quando há irritação na pele (por exemplo após a depilação) ou na área da fralda (eritema). Indicado também quando há prurido e irritação no couro cabeludo.

Hidrolato de rosa damascena

“É um coadjuvante muito útil ao uso de óleos essenciais, sobretudo em tratamentos de pele e no cuidado com os olhos.” “Tem propriedades calmantes, refrescantes e anti-inflamatórias. Pode ser utilizada isoladamente como um suave tónico da pele. (Patricia Davis). Com o seu aroma floral, é adequado para as peles secas e maduras (reafirmante e tonificante). Útil em casos de eczema e rosácea. Cuidados capilares: restaura o brilho e tonifica o couro cabeludo. Ideal para cabelos opacos e/ou finos e contra a queda de cabelo.

Hidrolato de Néroli

“A principal aplicação deste hidrolato na aromaterapia dá-se nos tratamentos da pele, como loção tónica ou aromática para limpeza.” Patricia Davis. Muito utilizado na rotina de beleza. Proporciona luminosidade e revitaliza a pele baça e cansada. Cuidados capilares: suaviza o cabelo seco.

Conservação

Um hidrolato bem destilado, cuidado, microfiltrado e acondicionado num recipiente que o proteja da luz e do oxigénio pode ser guardado por mais de 2 anos em boas condições de apresentação, mas uma vez aberto o frasco só poderá ser utilizado por 6 meses, pois qualquer fase aquosa pode rapidamente ser contaminada. A apresentação dos hidrolatos aromáticos é geralmente feita em spray em frascos de vidro, mas o laboratório Pranarôm, para assegurar uma qualidade óptima, optou pela apresentação em spray sem gás propulsor com um sistema “airless”. Assim, a contaminação do hidrolato torna-se impossível, o que garante uma maior resistência ao longo do tempo.

Bibliografia

Texto adaptado do site da Pranarôm

Patricia Davis, Aromaterapia, Martins Fontes

imagem retirada do facebook da Pranarôm

*Com exceção do hidrolato de alecrim e de árvore do chá que podem ser utilizados em crianças a partir dos 3 anos de idade, os restantes hidrolatos podem ser utilizados a partir do nascimento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s