ALOE vera o aliado da pele

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O aloe é conhecido pelas suas múltiplas propriedades: emoliente, calmante, adstringente, cicatrizante, bactericida, anti-inflamatório, hidratante.

Contém mais de 200 substâncias diferentes: vitaminas (A, B1, B2, B3, B6, C, E), minerais, enzimas (nomeadamente a bradiquinase com efeito anti-inflamatório), polissacarídeos que estimulam o crescimento dos tecidos e a regeneração celular, aminoácidos essenciais, antraquinonas (propriedades bactericidas e analgésicas), saponinas (acção de limpeza e anti-séptica), agentes desintoxicantes e purificadores. Graças às propriedades de cada uma destas substâncias e à acção sinérgica de todas elas, o aloe tem múltiplas aplicações (Ana Fernández Magdalena).

O extracto de aloe penetra facilmente na pele (graças à lignina e a certas enzimas) e possui um grande poder hidratante. Retarda o envelhecimento celular graças ao seu alto teor em vitaminas (A, C e E) e minerais. Os aminoácidos, vitaminas e minerais, presentes no aloe ajudam a regenerar e revitalizar a pele cansada e sem brilho. O aloe acelera a renovação celular e a sua aplicação diária pode ajudar a clarear as manchas escuras da pele.

Útil contra irritações cutâneas: útil para combater alergias provocadas por picadas de insecto. Aplicar o extracto de aloe depois da depilação ou como loção pós-barba para evitar a irritação da pele.

Acelera a cicatrização das queimaduras: o aloe é cicatrizante, ajuda a regenerar os tecidos, é analgésico e ajuda a reduzir o risco de infecção. Em caso de queimadura solar aplicar o extracto de aloe na zona afectada duas vezes ao dia.

O aloe é um desodorizante natural, neutraliza o odor corporal, destruindo as bactérias presentes. Experimentem simplesmente espalhar o extracto de aloe vera debaixo dos braços (Marie Lecardonnel).

Problemas bucais: Os autores de um artigo publicado em 1984 no The Journal of the Bergen County Dental Society, afirmaram que o aloe “reduz a dor, o sangramento e a inflamação, sendo, ao mesmo tempo, bactericida, antiviral e fungicida e, comparado aos tratamentos convencionais multiplica por quatro a rapidez da cura“. Os autores citam também um estudo realizado no Walter Reed Hospital, no qual se demonstrou que o aloe combate o tártaro, já que inibe o crescimento e a existência do streptococccus mutandis, bactéria responsável pelo aparecimento do mesmo (Neil Stevens). No círculo Bio podem encontrar uma pasta de dentes com certificação biológica à base de aloe.

Combate o acne – topicamente combate a infecção – limpar bem o rosto. Adicionar uma pequena quantidade de extracto de aloe vera a um disco ou luva de algodão e aplicar no rosto com pequenos toques, deixar actuar 30 minutos e enxaguar (Ana Fernández Magdalena).

Cuidados capilares: para a queda de cabelo: realizar uma massagem no couro cabeludo com o extracto de aloe vera (deixar actuar 10 a 15 minutos minutos); grande parte dos seus componentes penetram no couro cabeludo nutrindo-o e estimulando a regeneração do folículo piloso (Rosa Blasco).

Máscaras: para peles oleosas: uma noz de pasta de argila verde (misture um pouco desta argila com água até obter uma pasta) e a mesma quantidade de extracto de aloe vera. Misturar bem. Muito eficaz para desincrustar a pele e fechar os poros. A aplicar uma vez por semana. Para peles secas: retirar e esmagar polpa de um abacate maduro; num pires deitar o equivalente a uma noz da polpa, acrescentar igual quantidade de extracto de aloe vera e misturar bem. Para peles muito seca, adicionar uma gota de óleo vegetal. Muito nutritiva esta máscara deve ser aplicada uma vez por semana (Marie Lecardonnel).

Gel refrescante para as pernas: Gel de aloe vera bio: ½ chávena; Amido de milho bio: 1 colher e meia de café; Hidrolato de Hamamélia bio: 1 colher de sopa; óleo essencial de hortelã-pimenta bio: 3 a 4 gotas. Misturar o gel de aloe com o amido de milho e o hidrolato de hamamélia num recipiente resistente ao calor. Aquecer a mistura em banho-maria até obter um líquido claro e espesso da consistência do mel. Deixar arrefecer e juntar o óleo essencial. Misturar bem. Conservar num recipiente hermético. Aplicar em massagem sobre as pernas e os pés (Janice Cox).

Gel de limpeza facial: 1 colher de sopa de sabonete líquido neutro Dr. Bronner (pele seca: excluir este ingrediente e adicionar 1 colher extra de óleo vegetal), 2 colheres de sopa de óleo de amêndoas doces, 5 colheres de sopa de gel de aloe vera, 20 a 60 gotas de óleo essencial (pele sensível: 20). Deitar o gel de aloe vera num frasco. Agitar. Deitar os restantes ingredientes. Agitar bem. Molhar o rosto com água morna, aplicar o gel, remover com uma luva de algodão (húmida-água fria) e secar levemente com uma toalha limpa  (a autora do blog casulo da magali partilhou connosco esta receita cuja fonte é o blog sweet roots)

Conselhos para quem tem a planta: “Para que uma planta possua as qualidades curativas ideais, deverá estar madura, isto é, ter entre um ano e meio a dois anos. Quando utilizar, corte sempre uma das folhas inferiores, pois são as mais grossas, as mais maduras e as de maior efeito terapêutico. Arranque-a desprendendo-a do tronco. Com uma faca, corte os três ou quatro centímetros inferiores da folha (toda a parte esbranquiçada e um pouco mais) e descarte-os. De seguida mantenham-na durante alguns minutos na posição vertical ou ligeiramente inclinada para que a seiva amarela vá sendo drenada. Depois corte as bordas da parte que será utilizada no momento para eliminar os espinhos. De seguida, parta a folha longitudinalmente pela metade. Antes da aplicação da polpa, é muito importante lavar bem a região da pele onde será aplicada. As aplicações podem ser repetidas de hora em hora, lavando sempre a pele antes de cada nova aplicação“. (Neil Stevens, p. 104-105)

Bibliografia

Ana Fernández Magdalena, Aloe, el gran amigo de la piel. Revista Cuerpomente n.º106, Fevereiro de 2001.

Janice Cox. “Natural Beauty at home: More Than 250 Easy to Use Recipes for Body, Bath, and Hair”

Marie Lecardonnel (2000). O novo guia do aloés: receitas práticas para a sua Sáude. Publicações prevenção de saúde.

Neil Stevens (1999). O poder curativo da Babosa Aloe Vera. São Paulo: Madras Editora.

Rosa Blasco, Aloe vera, el gran amigo de tu piel, Revista Cuerpomente n.º77, Setembro de 1998.

Autor da imagem: bso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s